×
Aplicativo Vivo Música
Rhapsody International Inc.
Baixe o aplicativo

Sobre k.d. lang

Nos anos 1980, cantora canadense K.D. Lang apareceu no cenário da música pop usando como apelido as iniciais de seu nome, Kathryn Dawn Lang. Chamou atenção com uma sonoridade country-rock, seu estilo andrógino e o ativismo pelos direitos dos homossexuais. Tendo como referência musical a cantora country Peggy Lee – embora sempre tenha feito questão de destacar que não se encaixa em um único gênero –, gravou seu primeiro álbum, A Truly Western Experience, de forma independente, em 1984. O début por uma grande gravadora veio em 1987, com Angel with a Lariat, lançado pela Sire/Warner. Dois anos depois, K.D. Lang recebeu o primeiro de seus quatro Grammy, arrebatado como Melhor Colaboração Country pela música “Crying”, cantada em dueto com Roy Orbinson. Os gramofones seguintes viriam na categoria Melhor Performance Vocal Feminina: em 1990, por “Absolute Torch and Twang”, e 1992, pelo hit “Constant Craving”. Esta faixa faz parte do repertório do aclamado álbum Ingénue, que elevaria K.D. Lang à condição de superestrela. O quarto Grammy a canadense recebeu por A Wonderful World, tributo a Louis Armstrong feito com Tony Bennett e considerado o Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional em 2004. Em 2011, acompanhada pela Siss Boom Bang, banda recém-montada por ela, a cantora gravou Sing It Loud, puxado pela faixa-título e por “I Confess”. Para comemorar os 25 anos de lançamento do icônico Ingénue, em 2018 saiu uma versão remasterizada do registro.

356x237

k.d. lang

Nos anos 1980, cantora canadense K.D. Lang apareceu no cenário da música pop usando como apelido as iniciais de seu nome, Kathryn Dawn Lang. Chamou atenção com uma sonoridade country-rock, seu estilo andrógino e o ativismo pelos direitos dos homossexuais. Tendo como referência musical a cantora country Peggy Lee – embora sempre tenha feito questão de destacar que não se encaixa em um único gênero –, gravou seu primeiro álbum, A Truly Western Experience, de forma independente, em 1984. O début por uma grande gravadora veio em 1987, com Angel with a Lariat, lançado pela Sire/Warner. Dois anos depois, K.D. Lang recebeu o primeiro de seus quatro Grammy, arrebatado como Melhor Colaboração Country pela música “Crying”, cantada em dueto com Roy Orbinson. Os gramofones seguintes viriam na categoria Melhor Performance Vocal Feminina: em 1990, por “Absolute Torch and Twang”, e 1992, pelo hit “Constant Craving”. Esta faixa faz parte do repertório do aclamado álbum Ingénue, que elevaria K.D. Lang à condição de superestrela. O quarto Grammy a canadense recebeu por A Wonderful World, tributo a Louis Armstrong feito com Tony Bennett e considerado o Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional em 2004. Em 2011, acompanhada pela Siss Boom Bang, banda recém-montada por ela, a cantora gravou Sing It Loud, puxado pela faixa-título e por “I Confess”. Para comemorar os 25 anos de lançamento do icônico Ingénue, em 2018 saiu uma versão remasterizada do registro.

Sobre k.d. lang

Nos anos 1980, cantora canadense K.D. Lang apareceu no cenário da música pop usando como apelido as iniciais de seu nome, Kathryn Dawn Lang. Chamou atenção com uma sonoridade country-rock, seu estilo andrógino e o ativismo pelos direitos dos homossexuais. Tendo como referência musical a cantora country Peggy Lee – embora sempre tenha feito questão de destacar que não se encaixa em um único gênero –, gravou seu primeiro álbum, A Truly Western Experience, de forma independente, em 1984. O début por uma grande gravadora veio em 1987, com Angel with a Lariat, lançado pela Sire/Warner. Dois anos depois, K.D. Lang recebeu o primeiro de seus quatro Grammy, arrebatado como Melhor Colaboração Country pela música “Crying”, cantada em dueto com Roy Orbinson. Os gramofones seguintes viriam na categoria Melhor Performance Vocal Feminina: em 1990, por “Absolute Torch and Twang”, e 1992, pelo hit “Constant Craving”. Esta faixa faz parte do repertório do aclamado álbum Ingénue, que elevaria K.D. Lang à condição de superestrela. O quarto Grammy a canadense recebeu por A Wonderful World, tributo a Louis Armstrong feito com Tony Bennett e considerado o Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional em 2004. Em 2011, acompanhada pela Siss Boom Bang, banda recém-montada por ela, a cantora gravou Sing It Loud, puxado pela faixa-título e por “I Confess”. Para comemorar os 25 anos de lançamento do icônico Ingénue, em 2018 saiu uma versão remasterizada do registro.

Sobre k.d. lang

Nos anos 1980, cantora canadense K.D. Lang apareceu no cenário da música pop usando como apelido as iniciais de seu nome, Kathryn Dawn Lang. Chamou atenção com uma sonoridade country-rock, seu estilo andrógino e o ativismo pelos direitos dos homossexuais. Tendo como referência musical a cantora country Peggy Lee – embora sempre tenha feito questão de destacar que não se encaixa em um único gênero –, gravou seu primeiro álbum, A Truly Western Experience, de forma independente, em 1984. O début por uma grande gravadora veio em 1987, com Angel with a Lariat, lançado pela Sire/Warner. Dois anos depois, K.D. Lang recebeu o primeiro de seus quatro Grammy, arrebatado como Melhor Colaboração Country pela música “Crying”, cantada em dueto com Roy Orbinson. Os gramofones seguintes viriam na categoria Melhor Performance Vocal Feminina: em 1990, por “Absolute Torch and Twang”, e 1992, pelo hit “Constant Craving”. Esta faixa faz parte do repertório do aclamado álbum Ingénue, que elevaria K.D. Lang à condição de superestrela. O quarto Grammy a canadense recebeu por A Wonderful World, tributo a Louis Armstrong feito com Tony Bennett e considerado o Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional em 2004. Em 2011, acompanhada pela Siss Boom Bang, banda recém-montada por ela, a cantora gravou Sing It Loud, puxado pela faixa-título e por “I Confess”. Para comemorar os 25 anos de lançamento do icônico Ingénue, em 2018 saiu uma versão remasterizada do registro.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.