×
Aplicativo Vivo Música
Rhapsody International Inc.
Baixe o aplicativo
356x237

Artista

Yusuf / Cat Stevens

Sobre Yusuf / Cat Stevens

Durante a década de 1970 Cat Stevens sintetizou o sucesso da folk music que flertava com o R&B, em canções como “Wild World” (escrita originalmente para Jimmy Cliff e gravada no álbum Tea for the Tillerman, de 1970), “Peace Train” ou “Trouble” – da trilha do filme Ensina-Me a Viver. Em 1977, depois de lançar 11 álbuns recheados de sucessos e alcançar o estrelato, Cat Stevens se converteu ao islamismo, mudou seu nome para Yusuf Islam e largou o show business. Seu afastamento duraria mais de uma década, na qual o cantor se dedicaria a trabalhos educacionais e filantrópicos voltados à comunidade muçulmana de Londres. Em 2006, An Other Cup marcaria seu retorno artístico, com 11 canções inéditas e uma versão orquestrada do clássico “Don’t Let Me Be Misunderstood”. Já Roadsinger (2009), além da participação de Paul McCartney e Dolly Parton em “Boots and Sand”, trouxe uma resposta musical à polêmica na qual o cantor se envolveu ao apoiar publicamente a sentença de morte ao escritor iraniano Salman Rushdie, autor de Versos Satânicos, livro considerado ofensivo ao Islã: a canção “Everytime I Dream”. O mais recente trabalho de Yusuf é Tell’em I’m Gone, lançado em 2014.

356x237

Yusuf / Cat Stevens

Durante a década de 1970 Cat Stevens sintetizou o sucesso da folk music que flertava com o R&B, em canções como “Wild World” (escrita originalmente para Jimmy Cliff e gravada no álbum Tea for the Tillerman, de 1970), “Peace Train” ou “Trouble” – da trilha do filme Ensina-Me a Viver. Em 1977, depois de lançar 11 álbuns recheados de sucessos e alcançar o estrelato, Cat Stevens se converteu ao islamismo, mudou seu nome para Yusuf Islam e largou o show business. Seu afastamento duraria mais de uma década, na qual o cantor se dedicaria a trabalhos educacionais e filantrópicos voltados à comunidade muçulmana de Londres. Em 2006, An Other Cup marcaria seu retorno artístico, com 11 canções inéditas e uma versão orquestrada do clássico “Don’t Let Me Be Misunderstood”. Já Roadsinger (2009), além da participação de Paul McCartney e Dolly Parton em “Boots and Sand”, trouxe uma resposta musical à polêmica na qual o cantor se envolveu ao apoiar publicamente a sentença de morte ao escritor iraniano Salman Rushdie, autor de Versos Satânicos, livro considerado ofensivo ao Islã: a canção “Everytime I Dream”. O mais recente trabalho de Yusuf é Tell’em I’m Gone, lançado em 2014.

Sobre Yusuf / Cat Stevens

Durante a década de 1970 Cat Stevens sintetizou o sucesso da folk music que flertava com o R&B, em canções como “Wild World” (escrita originalmente para Jimmy Cliff e gravada no álbum Tea for the Tillerman, de 1970), “Peace Train” ou “Trouble” – da trilha do filme Ensina-Me a Viver. Em 1977, depois de lançar 11 álbuns recheados de sucessos e alcançar o estrelato, Cat Stevens se converteu ao islamismo, mudou seu nome para Yusuf Islam e largou o show business. Seu afastamento duraria mais de uma década, na qual o cantor se dedicaria a trabalhos educacionais e filantrópicos voltados à comunidade muçulmana de Londres. Em 2006, An Other Cup marcaria seu retorno artístico, com 11 canções inéditas e uma versão orquestrada do clássico “Don’t Let Me Be Misunderstood”. Já Roadsinger (2009), além da participação de Paul McCartney e Dolly Parton em “Boots and Sand”, trouxe uma resposta musical à polêmica na qual o cantor se envolveu ao apoiar publicamente a sentença de morte ao escritor iraniano Salman Rushdie, autor de Versos Satânicos, livro considerado ofensivo ao Islã: a canção “Everytime I Dream”. O mais recente trabalho de Yusuf é Tell’em I’m Gone, lançado em 2014.

Sobre Yusuf / Cat Stevens

Durante a década de 1970 Cat Stevens sintetizou o sucesso da folk music que flertava com o R&B, em canções como “Wild World” (escrita originalmente para Jimmy Cliff e gravada no álbum Tea for the Tillerman, de 1970), “Peace Train” ou “Trouble” – da trilha do filme Ensina-Me a Viver. Em 1977, depois de lançar 11 álbuns recheados de sucessos e alcançar o estrelato, Cat Stevens se converteu ao islamismo, mudou seu nome para Yusuf Islam e largou o show business. Seu afastamento duraria mais de uma década, na qual o cantor se dedicaria a trabalhos educacionais e filantrópicos voltados à comunidade muçulmana de Londres. Em 2006, An Other Cup marcaria seu retorno artístico, com 11 canções inéditas e uma versão orquestrada do clássico “Don’t Let Me Be Misunderstood”. Já Roadsinger (2009), além da participação de Paul McCartney e Dolly Parton em “Boots and Sand”, trouxe uma resposta musical à polêmica na qual o cantor se envolveu ao apoiar publicamente a sentença de morte ao escritor iraniano Salman Rushdie, autor de Versos Satânicos, livro considerado ofensivo ao Islã: a canção “Everytime I Dream”. O mais recente trabalho de Yusuf é Tell’em I’m Gone, lançado em 2014.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.